Marketing Digital para pequenas empresas

Marketing Digital para pequenas empresas

29.11.2018 - por Douglas Brandão

Construir um negócio de sucesso no Brasil não é tarefa das mais fáceis. A concorrência é alta – o que torna a divulgação da sua empresa ainda mais difícil, em praticamente qualquer setor de negócios. Apesar desse cenário parecer desanimador, é exatamente o contrário! E graças, principalmente, ao Marketing Digital.

Atualmente, devido aos avanços tecnológicos e a companhias (como o Google, por exemplo) que fomentam cada vez mais o mercado digital, é possível para qualquer empresa, independente de seu tamanho ou nicho de mercado, obter destaque e se fazer ser vista pelo seu público.

Somente no Brasil, existem mais de 90 milhões de internautas ativos praticamente todos os dias e, desses, 70 milhões acessam a internet, em algum momento, por meio de dispositivos móveis (tablets ou smartphones). Essa é uma ótima maneira de a sua empresa estar presente na vida de seu público.

Vamos conhecer, então, o Marketing Digital e, com algumas dicas de marketing, ver como ele pode auxiliar sua pequena empresa a vender mais e ter mais presença online, independente do seu tamanho.

Benefícios de uma estratégia de Marketing Digital

Antes de mais nada, é bom que você perceba que os benefícios do uso de uma estratégia de Marketing Digital são diversos. E, aliados à capacidade de monitoramento de resultados, é o cenário ideal para uma pequena empresa que tem o objetivo de aumentar sua receita e/ou sua base de clientes.

Alguns desses benefícios são

Segmentação do público

O Marketing Digital nos permite segmentar o público da melhor maneira possível – tendo sempre em mente qual sua persona.

Isso não é possível no marketing tradicional, que tem por objetivo atingir o maior número possível de pessoas, independente de sua segmentação, o que não garante um resultado tão eficaz.

As ferramentas digitais proporcionam uma segmentação do público devido às informações que esse próprio público disponibiliza para sua empresa, em diferentes etapas de diferentes processos de seu plano de marketing digital.

Maior competitividade

Competir com empresas maiores sempre foi um dos maiores problemas de toda média ou pequena empresa. Porém, com a chegada do Marketing Digital, esse é mais um obstáculo que pode ser transposto.

Como o investimento para um bom resultado não precisa ser alto, a chance de se ter uma campanha bem sucedida com menos recursos disponíveis é muito boa – desde que se tenha uma estratégia bem definida e desenhada antes de iniciada a campanha.

Fidelização de clientes

Podemos dizer que a fidelização de clientes, hoje, é uma das peças-chave do Marketing Digital. A relação com seu consumidor se constrói e se estabelece por meio de ações de marketing, e sua preservação é necessária.

Para que isso aconteça, sua estratégia de pós-venda deve contemplar a continuidade de comunicação com esse cliente. E isso pode acontecer, principalmente, por meio do envio de emails contendo cupons de desconto, ofertas exclusivas ou outro tipo de ação promocional.

O importante, aqui, é que ele se sinta lembrado por você. Dessa forma, ele ainda ajudará a divulgar sua marca, principalmente em redes sociais, por meio de depoimentos ou mesmo exposição de seus produtos ou serviços.

Aumentar a presença online

Seja por meio da exposição de seus próprios consumidores ou mesmo pelas suas ações promocionais ou de divulgação, a presença da sua marca será mais constante. Quase como um lembrete à sua persona de que você está ali para auxiliá-los em seus problemas.

Ser visto é essencial!

Marketing Digital ou Marketing Convencional?

É importante pensarmos em um como complemento do outro, e não como substitutos.

Enquanto o Marketing Digital é composto por estratégias que englobam redes sociais, ferramentas de pesquisa, sites e afins, o Marketing Tradicional lida com outros tipos de canais de comunicação, como impressos, rádio, TV, etc.

Analisando dessa forma, podemos ver como ambos possuem características que, quando trabalhadas juntas, são capazes de um resultado muito mais robusto.

Para isso, um bom plano de marketing deve ser elaborado. Então, caso você não possua expertise ou experiência no assunto, uma boa maneira de se contornar isso é com a contratação de uma agência de marketing online (ou marketing digital).

Como funciona o Marketing Digital?

Como dissemos anteriormente, um dos principais objetivos do Marketing Digital é converter visitantes de seu site ou redes sociais em clientes.

E, para que isso seja feito, é preciso trabalhar um funil de vendas, quase da mesma maneira que é feito em um departamento de vendas tradicional – a diferença é que, aqui, adapta-se para a realidade digital.

Esse funil é dividido entre a Atração, Conversão, Relacionamento, Venda e Análise de dados. Vamos analisar cada uma dessas etapas.

Funil de Vendas no Marketing Digital

 

Atrair

A atração é uma etapa que tem que receber bastante atenção, já que é necessário atrair visitantes para, então, convertê-los em clientes. E já adiantamos que não é uma tarefa das mais fáceis – é uma das maiores dificuldades de empreendedores.

O conteúdo é a chave da atração de visitantes para seu site – e, por meio dele, para sua empresa. Por meio do Marketing de Conteúdo sua empresa atrai pessoas que sejam compatíveis com sua persona, e que busquem soluções para suas dores – dores essas que envolvem, de alguma forma, seu produto ou serviço.

A produção e otimização de conteúdo é a maneira mais eficiente de fazer com que sua empresa se torne referência em seu segmento. Para que isso aconteça, você deve ter em mente que o conteúdo a ser produzido deve ser algo que seu público realmente busca, e não o que você gostaria que ele buscasse.

Aliado a isso, deve fazer parte do planejamento o desenvolvimento de sites, visando uma otimização de conversões em diferentes pontos.

Como dito acima, é uma ação que demanda paciência, mas que produz bons resultados – principalmente quando aliado a uma boa estratégia de mídia paga, onde se torna possível a aceleração do início do projeto.

Converter

Após a atração de visitantes para seu site, a próxima etapa é convertê-los em leads, ou seja, em potenciais consumidores de seu produto ou serviço.

De que maneira isso pode ser feito?

A conversão em leads abrange três aspectos principais, que são:

Relacionar

Ao realizar a conversão de seus visitantes em leads, torna-se necessário trabalhar essa base para que você possa aproximá-los da compra.

Esse relacionamento se dá, principalmente, por meio de nutrição, email marketing ou redes sociais. O tempo de execução dessa etapa depende muito da sua persona.

Vender

O relacionamento feito de maneira correta leva seu lead à próxima etapa do funil, que é a venda propriamente dita.

Aqui, é necessário que o vendedor tenha tato para entender em que etapa de decisão o lead se encontra. Para isso, é imprescindível que o setor de marketing e o de vendas se comuniquem de forma ampla e aberta.

Assim, você poderá ajudá-lo a encontrar a melhor solução para seu problema.

Analisar

Uma das maiores vantagens do Marketing Digital é sua capacidade de mensuração de dados.

Com a análise desses dados você será capaz de otimizar a captação de leads, de forma a minimizar o custo por lead até atingir uma taxa ideal (que, ainda assim, sempre pode ser melhorada!).

As principais métricas a se analisar num funil de vendas são as razões entre o número de visitantes, leads e oportunidades geradas.

Além disso, ao analisar a entrada de leads por canal de tráfego você irá entender ainda melhor como seu lead se comporta – o que te levará a investir em certo canal mais do que em outro.

Como analisar as ações de Marketing Digital?

Análise de resultados no Marketing Digital

Como dito logo acima, a facilidade na mensuração de dados é um dos grandes trunfos do Marketing Digital – além de ser obrigatória.

Então, caso você esteja em dúvidas sobre quais métricas analisar para otimizar seu processo de vendas, vamos te dar algumas dicas!

ROI (Retorno sobre investimento)

O ROI é um KPI (Key Performance Indicator ou, em português, Indicador-chave de Performance) que deve ser analisado em qualquer campanha. Ela mede a razão do lucro que você terá sobre o investimento em determinada campanha.

Vamos supor que você tenha feito um investimento de R$5.000 em uma campanha em redes sociais, e que essa campanha rendeu à sua empresa a somatória de R$20.000. O cálculo do ROI seria feito da seguinte forma:

Assim, o retorno sobre seu investimento nessa campanha seria de 300%.

CAC (Custo de aquisição por cliente)

O cálculo do CAC é mais um KPI essencial, que precisa ser medido para manter a saúde do seu negócio.

Assim como seu nome sugere, esse KPI é utilizado para medir o custo de aquisição de cada novo cliente durante um determinado espaço de tempo.

Para mensurar seu CAC, deve-se utilizar algumas métricas, que são o investimento, a quantidade de novos clientes e o tempo de medição.

Dessa forma, vamos calcular o custo de aquisição de um investimento de R$2.000 durante um prazo de 4 meses em que certa empresa conquistou 10 novos clientes:

O custo de aquisição por cliente é de R$200. Com esse dado em mãos, pode-se analisar se a estratégia de aquisição está sendo lucrativa para a empresa ou se alguma mudança torna-se necessária.

CPC (Custo por clique)

Assim como o próprio nome desse KPI sugere, ele diz respeito ao custo que sua empresa terá com certo anúncio.

Por exemplo, se o investimento em um certo anúncio foi de R$1.000 e 1.500 pessoas clicaram nele, o cálculo será feito da seguinte maneira:

Nesse caso o CPC do anúncio seria de R$0,67. Vale lembrar que algumas palavras-chave são mais concorridas do que outras, o que torna o CPC mais alto. Por isso deve ser feito um bom estudo de palavras-chave antes de iniciar sua campanha, para uma melhor otimização de seu investimento.

Atualmente, as plataformas de anúncio já possuem algoritmos que simulam qual seria o valor do CPC do seu anúncio, de maneira que você pode se programar melhor.

Tráfego

Essa é uma métrica, que mede a quantidade de visitantes que acessaram seu site durante determinado período de tempo.

A averiguação desse dado é importante para que você saiba se suas campanhas estão surtindo o efeito desejado, ou mesmo se há algum pico ou queda no tráfego que seja importante trabalhar a tempo.

Taxa de conversão

A conversão ocorre quando um visitante vira lead, um lead vira uma oportunidade ou uma oportunidade se transforma em cliente.

Será o cálculo dessa taxa de conversão – de visitante em cliente – que dirá se sua campanha foi bem sucedida. Isso, claro, irá depender do objetivo principal de seus esforços de marketing digital.

Dicas para aproveitar ainda mais o Marketing Digital

Para fechar esse artigo, gostaríamos de te dar mais algumas dicas de Marketing Digital. Dessa forma, suas campanhas serão melhor otimizadas e seu investimento terá um retorno muito mais concreto.

Como dissemos ao longo desse artigo, você precisa ter alguns objetivos em mente sempre que iniciar uma campanha.

Educação da sua audiência

A educação da audiência se dá por meio de nutrição de seus leads e também pelo marketing de conteúdo.

O termo “educação” refere-se à educação do mercado em relação ao produto ou serviço que sua empresa oferece. Dessa forma, o conteúdo produzido e distribuído deve conter palavras-chave específicas que, ao mesmo tempo que referenciam à sua empresa, também respondam uma dúvida ou solucionem um problema da sua persona.

Para que você saiba quais assuntos tratar quando produzir conteúdo, nada melhor do que pesquisar em sua própria base de clientes quais foram os problemas que sua empresa solucionou para eles.

Diminuição do custo de aquisição de clientes

Um dos grandes trunfos do marketing digital em relação ao marketing tradicional é a capacidade de mensuração de resultados em tempo real.

Isso faz com que diversas metas sejam atingidas da maneira mais otimizada possível – tanto em relação ao tempo quanto em relação ao investimento.

Como dissemos anteriormente, o CAC é o KPI que calcula qual o custo de aquisição por cliente. Então, por meio da realização de testes A/B é possível que você diminua cada vez mais o custo de aquisição de novos clientes, o que tornará suas campanhas muito eficientes!

Contratação de equipe especializada

Embora o marketing digital tenha muitas similaridades com o marketing tradicional, existem ferramentas específicas para esse fim, que devem ser bem estudadas e conhecidas para que seu investimento tenha um bom retorno.

Por isso, é importante que você possua uma equipe especializada em marketing digital para que esse serviço seja realizado da maneira correta – desde o planejamento até a mensuração.

Caso não seja possível a contratação de funcionários com essa especialização, seja por espaço físico ou pela onerosidade que um novo colaborador pode trazer para a empresa, é indicado que você entre em contato com uma agência de marketing digital, que poderá te auxiliar em todo o processo.

Estabeleça parcerias

Parcerias são importantes degraus que precisam ser galgados em diversas estratégias de marketing digital.

Essas parcerias podem ser feitas, por exemplo, entre empresas que suas atividades se complementam. Um trabalho de “linkagem” entre o site dessas duas empresas é algo muito bem visto pelos motores de busca, que darão mais importância para essas páginas, já que o link building é uma importante ferramenta de SEO.

 

O que você achou desse artigo? Essas dicas já te deram uma boa ideia do que pode ser feito para sua empresa sobre o marketing digital? Caso tenha alguma dúvida, é só deixar seu comentário!

Categoria : Marketing Digital

Navegue no blog

Categorias

Nossa fan page

Nossos serviços

© 2007 - 2018 SPARTA. Todos os direitos reservados